top of page

PILOTEIROS, GUIAS PRÁTICOS E PROEIROS NA ROTA DAS MONÇÕES


Fotos: De Paula – Guias práticos da monção de 2013 – Da vila dos Diamantes ao Arraial do Beliago. Exímios navegadores dos rios Jauru, Coxim e Taquari.


Entre os anos de 1719 a 1838 o trajeto usual de São Paulo as minas de Cuiabá era através da navegação pelos rios turbulentos e agitados da rota das monções.


Para conduzir embarcações levando ou trazendo gêneros alimentícios, ferramentas de trabalho, animais, material bélico, passageiros e tripulantes, por águas encachoeiradas, correntosas e agitadas era necessário ter uma tripulação que além de habilidosa, deveria possuir coragem, força física e conhecimento de técnicas de navegação fluvial.


Era este o perfil exigido de guias, piloteiros, remadores e proeiros para as expedições que se deslocavam as minas do Coxipó, Cuiabá e Guaporé.


Trezentos anos passados e a navegação pelos rios das monções ainda persistem. Mas quem são os homens na atualidade que ainda vivem da arte de navegar?


Nos rios Taquari e Coxim, no portal de entrada para o pantanal, pescadores artesanais profissionais vivem o cotidiano da navegação fluvial, capturando e vendendo pescado, conduzindo turistas na pesca amadora e visitantes ávidos por conhecerem as belezas cênicas, os pontos históricos e o cotidiano de ribeirinhos que vivem no entorno e na unidade de conservação Rio Cênico Rotas Monçoeiras.


A maioria dos “piloteiros” ou guias fluviais detém o conhecimento de navegação, herdado de pais e avós. Nasceram as margens dos rios, acompanhando desde pequenos as atividades de navegação, o “modus vivendi” de seus pais ou avós, dando sequencia a um conhecimento secular que remonta ao tempo das monções cuiabanas em que as flotilhas fluviais, iam em busca de ouro ou da comercialização de produtos nas áreas de mineração aurífera.


“Projeto Resgate, Promoção e Valorização do Patrimônio Cultural Sul-Mato-Grossense através da temática histórica da Rota das Monções no Rio-Cênico Rotas Monçoeiras e seu entorno /OSC Espaço Manancial/ Fundo Estadual de Defesa e de Reparação de Interesses Difusos Lesados – FUNLES”.


Rota das Monções – “Se o Brasil nasceu na Bahia, o Brasil cresceu por aqui”.

7 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page